Pular para o conteúdo
Voltar

Desenvolve MT solicita ajuda da Anoreg-MT para regularização de imóveis

Anoreg-MT

Assessoria Anoreg-MT
A | A

O presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado de Mato Grosso (Anoreg-MT), José de Arimatéia Barbosa, recebeu nesta quinta-feira (24 de janeiro) a visita de Ricardo Amorim, João José Ponte e Yssoe Zambonato, todos representantes da Desenvolve MT (antiga Agência de Fomento de Mato Grosso). O encontro foi na sede da Associação e a pauta versou sobre o pedido de parceria com a Associação para viabilizar a escrituração de cerca de 35 mil imóveis da extinta Companhia de Habitação de Mato Grosso (Cohab).

Os representantes da Desenvolve MT informaram que criaram o Programa Endereço Certo objetivando ajudar os mutuários a conseguirem o documento. “A Desenvolve MT é sucessora da extinta Cohab e está atuando junto aos mutuários no sentido de regularizarem seus imóveis, que já estão quitados. Nossa meta é alcançar pelo menos 70% de regularização em 39 municípios com a entrega dos títulos definitivos. São pessoas carentes que realmente não conseguem resolver essa situação sozinhas. A ausência de escritura impede que elas consigam obter financiamento para reformar suas casas, desvaloriza os imóveis, dentre outras situações prejudiciais”.

Conforme Ricardo Amorim, João Ponte e Yssoe Zambonato, a parceria com a Anoreg-MT será fundamental para atingir o objetivo o mais rápido possível. “Estamos solicitando o apoio da Anoreg-MT no sentido de orientar os cartórios a uniformizarem os entendimentos, pois, em algumas cidades, pedem documentações para a regularização dos imóveis e, em outras, documentos diferentes, o que dificulta a concretização da escrituração”.

O presidente da Anoreg-MT, José de Arimatéia, ouviu as demandas e garantiu adotar as ações necessárias o mais breve possível. “Tudo começa e termina nos cartórios. Vou reunir-me com nossos outros diretores para analisarmos o caso e apresentarmos uma resposta concreta. Temos interesse em contribuir com o que estiver ao nosso alcance, até mesmo porque os notários e registradores têm em si o comprometimento com a paz social, atuando na prevenção de litígios”.





Editorias